Google anunciou que em Julho de 2018, o Chrome Update 68, irá começar a avisar explicitamente os usuários se um site for inseguro.  No Brazil, 30% das páginas não são carregadas sobre o protocolo HTTPS no Chrome.

No Brazil, 30% das páginas não são carregadas sobre o protocolo HTTPS no Chrome.

Mais de 56% dos navegadores utilizados da Internet em todo o mundo são Chrome, o que significa que essa mudança pode ter um impacto significativo nos editores da web.

As pessoas podem se sentir inseguras ao ver um alerta explicito assim e alguns visitantes podem sair do site, o que afetará negativamente a taxa de rejeição de sites, impressões publicitárias, cliques de afiliados e vendas de comércio eletrônico.

Em Janeiro de 2017 a atualização para o Chrome Update 56 marcava somente as páginas que coletavam senhas ou cartões de crédito como “não seguras”.

Como o Chrome irá alertar os usuários de páginas inseguras?

Um aviso explicito será mostrado na barra de endereços do Chrome (também conhecida como Omnibox), indicando que o site que está sendo acessado é “Não seguro”. Esse aviso será exibido para todos os sites HTTP.

No Chrome Update 68, o omnibox exibirá "Não seguro" para todas as páginas HTTP.
No Chrome Update 68, o omnibox exibirá “Não seguro” para todas as páginas HTTP.

Cada dia mais o Google guia os usuários a conhecer e utilizar uma navegação segura e aos desenvolvedores a se preocupar mais com os usuários, migrando os sites para o HTTPS.

A nova interface do Chrome ajudará os usuários a entender que todos os sites HTTP não são seguros e continuará a levar a web para uma rede HTTPS segura por padrão.

Acesso a páginas HTTP/HTTPS mistas receberão o aviso?

O Google não abordou se as páginas mistas HTTP/HTTPS ativarão o aviso. Porém as auditorias de conteúdo estão disponíveis através da ferramenta Lighthouse.

Lighthouse é uma ferramenta automatizada para melhorar as páginas da web, fazendo os desenvolvedores ver quais recursos um site carrega usando o HTTP e qual deles está pronto para ser atualizado para HTTPS.

O Lighthouse é uma ferramenta automatizada de desenvolvimento para melhorar as páginas da web.
O Lighthouse é uma ferramenta automatizada de desenvolvimento para melhorar as páginas da web.

Chrome Update 68: Aviso de segurança e seu impacto no mundo.

O impacto será mais intenso em alguns países do que em outros. Mas mesmo em países onde o uso do Chrome  é baixo, isso ainda representa ±56% dos navegadores da Internet.

A necessidade de atualização para o HTTPS é especialmente importante em regiões como a América do Sul (±80%), onde o uso do Chrome  é tão alto quanto a China e India, onde mais de 1.2 bilhão de usuários da Internet está no Chrome .

Abaixo segue uma listagem parcial dos 12 países mais populosos, indicando quão severamente isso afetará usuários em todo o mundo quando o Chrome Update 68 estiver em uso.

Uso do Chrome e população em:

  1. China: 47%  ±650M
  2. Índia: 43% ±570M
  3. Estados Únidos: 50% ±160M
  4. Indonésia: 45% ±115M
  5. Brasil: 79% ±165M
  6. Paquistão: 60% ±115M
  7. Nigéria: 27% ±50M
  8. Bangladesh: 48% ±75M
  9. Rússia: 52% ±70M
  10. México: 72% ±90M
  11. Japão: 39% ±45M
  12. Etiópia: 47% ±45M

No entanto, a resposta clara é que todos os desenvolvedores da Web devem, pelo menos, considerar a atualização para o HTTPS. Isso não é mais uma consideração limitada aos sites de comércio eletrônico.

Avisos podem fazer com que os visitantes do site comecem a reagir negativamente em sites que não foram atualizados, afetando impressões publicitárias, geração de leads, vendas e assim por diante.

Julho de 2018 é o prazo no qual o Chrome começará a mostrar aos usuários o aviso.

O tempo está passando…